20 de abril de 2011

Adeus, Assis...



É com muito pesar que informamos que o querido arquiteto sergipano, temporariamente piauiense e naturalizado baiano, Francisco de Assis Couto dos Reis, faleceu nesta quarta-feira, 20/04/2011, em Salvador, ao lado da família e amigos.

Assis Reis era conhecido como um exímio dançarino de tango e campeão de sinuca, além de ser reconhecido mundialmente por seus projetos arquitetônicos e sua ousadia criativa. Hoje, não nos despediremos de Assis, mas abraçaremos seu legado e o imortalizaremos através de suas obras.

Como disse Guimarães Rosa e repetia sempre Assis: “O mundo é mágico. As pessoas não morrem, ficam encantadas.”

A partir de hoje, Assis Reis ficará para sempre encantado em seus projetos, nas estórias que contava, nos discursos proferidos e em nossas lembranças.

Ao nosso querido artista, um muito obrigado.

15 comentários:

  1. Vô, você sempre será lembrado como "o mestre", "o professor", "o artista", "o arquiteto" e suas lembranças estarão sempre conosco.
    Beijos da neta que muito te ama e você sabe, Driu.

    ResponderExcluir
  2. Assis, obrigado por ter aberto um pouco a minha mente dura de engenheiro... e, como vc sempre dizia, Felicidades!!! Zeca

    ResponderExcluir
  3. Grande Assis,
    Tinha o maravilhoso dom de tranformar um simples comentário,aula, discurso...em pura magia. Mudava um ouvinte cético, para um apaixonado tentando ouvir cada detalhe de sua fala.

    ResponderExcluir
  4. Caro Professor,

    Que Deus, na sua infinita bondade, o acolha nessa nova dimensão em que o senhor se encontra. Que os espíritos de luz segurem a sua mão e o guiem para que o senhor seja acolhido com muito amor, muito discernimento e sobretudo muita alegria nessa nova etapa da sua existência. Aos que ficam, cultivem a saudade, a memória e o exemplo desse grande mestre.
    Até um dia,

    seu aluno

    Roberto

    ResponderExcluir
  5. Querido Assis...ficou a saudade, mas também o seu legado através do seu vasto conjunto de obras...obrigada por ter me ajudado com a régua e o compasso...ter a oportunidade de conviver com você, como estagiária e como aluna, ajudou a definir minha tragetória como arquiteta. Jamais esquecerei de como foi divertido aprender Arquitetura com você...forte abraço, meu saudoso Mestre!

    ResponderExcluir
  6. Só tenho a agradecer o convivio diário durante os últimos anos, o carinho e admiração com o qual nutria por minha filha, com certeza será de grande valia no seu futuro. Agora com certeza está ao lado de quem queria. Esteja em PAZ. Muito obrigado. Pithon

    ResponderExcluir
  7. Querido Assis,

    Foi um enorme privilégio te conhecer, acho mesmo que fostes, desde sempre, "encantado"! Seu papel aqui foi cumprido com méritos, querido professor e amigo! Em nome da Chesf deixo meus sinceros agracecimentos. Sentiremos muitas saudades. Obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Meu último encontro com ele foi no ano passado quando me acompanhou em uma vistoria na Praça da Inglaterra. Depois, fomos comprar frutas e tiramos fotos que guardarei com muito carinho. Foi uma tarde muito prazerosa, e diante de tanta simplicidade percebí que estava diante do "Rei dos Animais". Um homem sábio que já não tinha medo de saber que é imortal.
    VIVA ASSIS, grande Arquiteto, Professor e Pessoa.

    ResponderExcluir
  9. Imortais são aqueles que mesmo quando sua alma se dispersa de seu corpo, sua lembrança é tão forte que parece presença" (A.S)

    Assis Reis, mestre na arte de viver, imortal

    Dedeco.

    ResponderExcluir
  10. Pai, por onde andas?
    sua prancheta está vazia... sua TV desligada..não ouço mais a sua dupla saudação gritante: - Lore!Lore!...
    Sem suas cores...sem os seus gestos mágicos e eternas palavras de um sedutor...onde estará aquele sorriso aberto?... Onde houve separação?
    Em mim, tantos pedaços de lembranças, marcas, valores, ritmo que o presente com vc é contínuo que não posso estar sozinha...vc vive comigo e sempre viverá... Te amo tanto... que preciso apenas lhe dizer sempre... para que essa dor esvazie e fique essa certeza do amor que temos... Sua filha cuidadora, Lorena

    ResponderExcluir
  11. Uma alma nobre não finda nesse momento! Ficam as obras edificadas, as mensagens e, os maiores feitos: o que foi construído em cada aluno, estagiário, colega...e quantos foram estimulados, encorajados, descobertos arquitetos pela sua luz!!!Fica a admiração dos filhos e netos que se espelham no seu exemplo! Em mim, fica a marca da alegria que você me proporcionava com seus números de mágica ( minha primeira admiração por você) e depois, em toda a minha Arquitetura, a sua passagem grandiosa e simples dos que não se esforçam para ser ou demonstrar nada porque, simplesmente, sempre foram!!!

    Rosana Meirelles

    ResponderExcluir
  12. Caro Professor,

    Desculpe-me por não ter te dado esse último abraço.
    Estou morando na terra da garoa, tentando aprender alguma coisa com os paulistas.
    ...
    Muito obrigado pela sua arquitetura, Professor... Obrigado também pelas nossas conversas, pela preocupação com a minha formação, e pelos nossos almoços. Esse seu aluno aqui nunca vai esquecer que a “Arquitetura são os tempos, moldados no espaço, para a alegria e felicidade da vida”.
    ...
    Nossa Salvador - "surgida de um acidente geográfico e moldada pelas chuvas, nunca se esqueça disso, Maurício" - perde parte de sua memória, com a pardida desse Reis Assis. Arquiteto da "reflexão analítica sobre o autoplágio". "Feio como o diabo, mas muito simpático esse rapaz".

    ...
    Um abraço grande, descanse em paz!

    Mauricio Lins

    ResponderExcluir
  13. Depois de todas essas maravilhosas palavras, as minhas parecem pequenas, então fica aqui o sentimento de alegria por toda a saudade boa que meu avô deixou para mim e para tanta gente, sempre levarei ele comigo com muito carinho! Vô, eu te amo sempre. Beijos e olhares ternos, Julijuli

    ResponderExcluir
  14. Querido mestre,
    sempre carinhoso e bem humorado, inesquecível não só por sua obra, mas por sua presença marcante, Deus o tenha...

    ResponderExcluir
  15. Érica, eterna aluna, discípula deste mestre lindo e sorridente, e que dá agora nele um abraço forte... Que você descanse em paz e nos acompanhe na nossa jornada...26 de abr de 2011 21:39:00

    Um oi para todos! Eu também não poderia deixar de fazer uma pequena homenagem para este arquiteto-pai-mestre-alegre-que gosta de frutas- e do belo!!! – que é Assis – Reis!!!

    Porque o é (um Rei) – da graça e que ria das adversidades. E que riso! Não um riso, propriamente dito, mas gargalhadas...

    Do muito que me ensinou, o seu último ensinamento foi: não deixe nunca para amanhã os abraços e carinhos que você deseja dar às pessoas que ama. Eu já chorei muito e me senti muito vazia por não ter podido dar um forte abraço neste amigo-mestre que muito admiro.

    Claro que abracei suas filhas – Márcia, minha querida amiga-colega-sócia, que adora festas e tem uma alegria dentro dela que inspira os que estão próximos. E hoje, na sua segunda despedida, na missa de sétimo dia, abracei esta família que muito o lembra – pela sua alegria e desprendimento e pelo brilho que carrega, talvez proveniente daquela vasta cabeleira branca que muito o orgulhava.

    Mais do que sobre arquitetura e dos ensinamentos quanto à forma e à luz, Assis me deixa ensinamentos sobre a vida – como vivê-la plenamente, saboreando o tempo e o espaço. Já passou a agonia de não ter dado um abraço foooooorte nele, principalmente porque, como disse Márcia, ele continua aqui, conosco. Posso vê-lo rindo e brilhante e ainda dizendo: Érica, vamos trabalhar e fazer projetos, e livros, e participar de concursos e tentar melhorar as cidades, o mundo, a vida!!!!

    É legal deixar registrado que Assis vivia num tempo onde as horas e os compromissos eram bem diferentes. Ele ia para uma reunião (estávamos atrasados, como sempre), mas se passássemos por uma banca de frutas – OPA! Para aí que tenho algo urgente pra resolver (e lá íamos nós comprar uma manga bem suculenta), para só então seguir pra reunião :-).

    E o jogo do bicho? Êta tempo bom - que é bom, principalmente, por ter sido curtido muuuito e aproveitado ao máximo!!!!!

    Olhando a foto dele, que recebí hoje na missa, e que está aqui no blog, até que acho que não o abracei forte, como queria, mas que vou abraça-lo ainda por muito e muito tempo. Porque ele é daqueles que vão para um outro plano para poderem caminhar conosco, e nos acompanhar na nossa vida.

    Sinto-me orgulhosa e feliz por ter podido conviver com ele, ter tomado os vários cafés de Glorinha, enquanto discutíamos sobre tudo. Por isto, deixo aqui o meu Muito Obrigada para esse cara legal e sorridente, que fazia da lapiseira milagres e pintava as ruas de roxo e as casa de uma cor que nunca conseguíamos traduzir nos catálogos e tintas...

    Uma vez ele pintou um prédio (não lembro mais qual) e disse – Coloca aí: cor de rapadura! Imagina minha agonia... Assis, não tem cor de rapadura no catálogo – diz aí a referência... Mas ele, com seus lápis, já tinha decido: era cor de rapadura e pronto!! Vamos procurar algo que pareça rapadura para colocar neste prédio...

    Deixou muita arquitetura na cidade – praças e prédios – mas, mais que isto, deixou uma legião de fãs, na qual eu estou DENTRO!!!!! e para a qual ensinou que a vida pode ser bela. OBRIGADA!

    ResponderExcluir